[Postagem Coletiva] Apego para o desapego

Por Carol Valente

Quando se fala em Criação com Apego, logo vem aquele monte de asneira que a gente ouve por aí. “Vai ficar mal acostumado”; “Vai demorar pra amadurecer”, “precisa mostrar que essa vida é dificil desde pequeno, senão sofre muito” e blablabla.

Sabe, eu tenho chego a uma conclusão muito importante para mim como mãe e como mulher. As pessoas, o mundo, precisam de amor. Acredito 100% naquela música dos Beatles. All You Need Is Love. Mas, quando se fala desta forma, parece uma coisa meio Hippie, meio “paz e amor” demais (e não deixa de ser), mas, o que quero chamar a atenção aqui é: as crianças precisam de amor. E os pais delas, também! E qual é o sentimento de uma mulher puérpera, recém-parida? Mães, me ajudem a responder. Elas se sentem amadas pela sociedade? No parto em que foram maltratadas por médicos nada humanizados, na forma como as pessoas se intrometem na vida delas sem ao menos perguntar o que elas querem, no susto que levam ao perceberem que seus bebês refletem a alma das pessoas – que na maioria das vezes está muito, muito doente.

Ok, estou falando de uma experiencia pessoal. Mas aposto que muitas mulheres irão se identificar comigo. Sabe o que eu acho? que esses pequenos são seres divinos, muito sábios. Eles sabem que nós, suas mães, precisamos muito de amor. E vêm preparados para cuidar de nós. Sim! Eles cuidam de nós, da nossa alma. A cada sorriso, cada momento especial, vão cuidando da nossa alma. “Recauchutando” o que precisa ser reparado dentro de nós. Para que sejamos pessoas melhores quando eles ganharem asas pelo mundo. Porque filho a gente poe no mundo pra ir para o mundo, né? Mas acredito que essa fase de bebês serve para ficarmos muito próximos um do outro. E aí vem a  criação com apego. Não dormir no berço, carregar no sling, amamentar até quando o bichinho disser: não quero mais! e sem hora para isso. Criar com apego pode ser também não fazer nada disso, mas o importante é sempre seguir os seus instintos. Cada choro, cada sorriso, cada febre, vai te guiar para o lado certo de mãe. E acredito que estando bem juntos, esse instinto se aflora ainda mais.

Acho que a maior base de criação é o amor. O amor nos dá maturidade para seguir em frente. Quando nos sentimos amados, sentimos que estamos preparados para encarar o mundo. Como diz Carlos Gonzales, nunca vi ninguém ser internado em hospício ou ser preso por excesso de amor! Agora, a falta dele…

Não sei como será comigo, mas ouço muitos relatos de mães que praticaram o Atachmment Parenting e seus filhos ficaram muito bem resolvidos na vida. Desmamaram de forma decidida, mas foram eles que escolheram. Sling uma hora não tem como usar, mais, já que eles crescem! Então, porque não realmente “grudar” nos pequenos neste momento, já que eles precisam dos nossos cuidados, e nós merecemos o carinho deles também? Assim, fica todo mundo muito bem resolvido depois.

A chegada da maternidade não é um momento simples e não é para ser! É uma transformação muito grande. Acredito que temos que nos entregar a cada mensagem que nossos filhos nos passam. Como já falei em outro texto, a troca de fraldas, os choros, os momentos de silêncio, têm muito a nos ensinar sobre auto-conhecimento. Faço um convite a todas as mães e futuras mães: deixem que seu pós parto te traga o auto-conhecimento! Perceba-se, sinta o carinho de seu filho, fique muito perto dele! E quem sabe assim, o apego transformará cada um de nós em pessoas mais “desapegadas” com coisas tão fúteis como somos hoje em dia. Eu estou arriscando ser diferente! Diferente dos humanos, porque, como diz Laura Gutman, os animais todos dormem junto de seus filhotes! E ahhhh que delícia é estar tão perto dela!! Minha alma se recupera a cada dia :)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s