Chamemos nossa loba interior

Meu coração se enche de alegria e gratidão, quando sei que uma mãe foi respeitada em seu parto, e essa mesma mãe respeitou o tempo do seu bebê. Não sei explicar direito. É uma alegria que vem do fundo do coração, como se eu sentisse que essas pessoas que estão nascendo de modo respeitoso, formarão uma geração melhor resolvida consigo. E essas mães que vivem o parto como verdadeiras lobas, que somos todas, nunca mais serão as mesmas.

Aprenderão, com toda a simbologia que o parto proporciona, que a vida vem em ondas, mesmo… primeiro as contrações de treinamento. Depois as contrações de verdade, mas bem leves. E aí vai aumentando a intensidade. E na hora de parir, dói, dói muito, mas a gente sabe o que virá depois dessa dor. Um presente, presente da vida, de Deus. Então a gente fica firme. E quando passa, passa tudo. Só continua aquela sensação quente. O coração a mil, o sangue correndo com muita velocidade pelo corpo. É vida. É estar vivo. É dar à luz. É a mensagem da vida: tudo está onde deve estar. Por mais que não entendamos e tentemos mudar as coisas. Deus é perfeito. A natureza é perfeita. E a nossa sabedoria de loba também. Basta chama-la. A loba está sempre conosco, mesmo que não a queiramos ver.
 .
Que saibamos chamar nossas lobas interiores.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s