Desabafo

Quando nasce um bebê, nasce uma mãe. Mas não nasce um pai. O pai fica em estado dormente, até que a mãe perceba que está completamente sozinha, perceba que o cara ficou tão infantil quanto seu filho, pra dar uns esporros no cara e aí, alguns homens mudam, outros não se mexem nem assim. Aí a gente manda os caras embora e ninguém entende porque.

Alem de ter que cuidar de um ser totalmente dependente dela, aparece outro, que regrediu com a mudança de dinâmica na família.

E quem é cobrada pra dar conta de tudo? Quem não pode ficar doente? Quem é julgada pela sociedade? A mulher.

E o homem recebe “parabéns” quando troca uma fralda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s