Às mulheres que julguei por escolherem uma cesárea: peço minhas desculpas.

 

ministerio-recomenda-doula-1

Imagem: Anne Pires

Demorei pra decidir ser doula. O curso eu fiz há 5 anos, porém eu sabia que não era hora ainda. Exatamente o porquê eu não sabia.

Hoje, relendo alguns posts de 2012, eu identifiquei. Eu não fui doula logo em seguida porque eu julgava imensamente as mulheres que escolhiam fazer uma cesárea. Julgava muito, muito mesmo.

Eu precisei levar alguns tapas na cara pra aprender. Ler sobre direitos das mulheres, sobre direito de escolha, sobre ser dona do próprio corpo – escolher uma cesárea é totalmente legítimo.

Aproveito este post para me retratar a todas as mulheres que se sentiram julgadas por mim ou que de alguma forma se sentiram mal por algo que eu tenha dito. Minha função é informar. E estar ao lado da mulher, se assim ela quiser. Nunca julgar. E eu sei que fiz isso e sei que várias mulheres se sentiram muito mal com o que eu disse.

Ainda estou bem no início deste meu caminho de doula, não sei se seguirei sempre, ou talvez logo já acompanharei outra mulher. Estou realmente deixando acontecer, mas aberta e, principalmente, deixando de achar que posso controlar algo, que posso mandar em algo. Sabendo que minha função é informar com base em evidências científicas conhecidas internacionalmente. Pesquisar, estudar, pra poder informar a quem quiser ser informada.

E sigo aprendendo.

Anúncios

Um comentário sobre “Às mulheres que julguei por escolherem uma cesárea: peço minhas desculpas.

  1. Parabéns pelo seu post e sua postura! A sociedade realmente precisa parar de julgar. Me entristece ser mãe numa era em que os conceitos de dar a luz e maternidade estão invertidos, e isso é péssimo. Não existe o jeito certo ou errado na maternidade. Cada pessoa tem seus princípios, seus medos e receios, cada bebe tem seu temperamento e reage a cada situação da sua forma. O que deu certo para um não quer dizer que vai dar certo para outro e não é por conta disso que a mãe vai ser menos mãe por isso ou o bebê vai deixar de ser saudável por aquilo. Temos que parar de colocar regras de “tem que ser assim” ou “tem que fazer assim” somos livres para escolher e a maternidade é construída de erros e acertos. Existe uma frase muito sábia: é com os erros que se aprende!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s